Regulamento

Clique nas opções a seguir para acessar a política de funcionamento da Biblioteca da Escola da Vila.

QUEM SÃO OS USUÁRIOS DAS BIBLIOTECAS

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

REGRAS GERAIS PARA TODAS AS CATEGORIAS DE USUÁRIOS

EMPRÉSTIMO POR CATEGORIA DE USUÁRIO

POLÍTICAS GERAIS PARA O ACERVO E DOAÇÕES

POLÍTICA GERAL DE SELEÇÃO DE ACERVO

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE ACERVO – MATERIAIS BIBLIOGRÁFICOS E NÃO BIBLIOGRÁFICOS

POLÍTICAS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS

 RODAS E USO DAS BIBLIOTECAS PARA FINS DIVERSOS

AVALIAÇÃO, SUGESTÕES E RECLAMAÇÕES

 

QUEM SÃO OS USUÁRIOS DAS BIBLIOTECAS

Todos os alunos regularmente matriculados e professores e funcionários, durante a vigência do contrato de trabalho, estão automaticamente inscritos nas bibliotecas.

Pais de alunos não são usuários das bibliotecas.

 

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Unidade Morumbi de segunda a sexta–feira das 7:15 às 18:15

Unidade Butantã de segunda a sexta–feira das 7:15 às 18:15

Unidade Granja Viana de segunda a sexta–feira das 7:15 às 18:15

 

REGRAS GERAIS PARA TODAS AS CATEGORIAS DE USUÁRIOS

Comportar-se adequadamente na biblioteca mantendo o ambiente em conformidade com as atividades prioritárias dela – leitura, estudo e pesquisa – adequando o tom de voz, mantendo o celular desligado e respeitando os colegas que estão trabalhando.

Não é permitido entrar na biblioteca com qualquer tipo de alimento ou bebida.

O empréstimo, assim como a devolução dos materiais, deverá ser feita diretamente aos auxiliares das bibliotecas, sendo proibida a retirada de qualquer item sem a anuência dos mesmos.

A responsabilidade pelo material emprestado é do usuário que o retirou ou de seus responsáveis, no caso das crianças. O empréstimo é pessoal e intransferível e em caso de perda ou dano físico que impossibilite o posterior empréstimo do material, este deve ser reposto por outro idêntico. (Ver item Substituições e Duplicatas)

Os livros são de uso coletivo e por isso não devem ser sublinhados (nem a lápis), dobrados, pintados, grampeados ou molhados. Algum pequeno reparo, pelo uso constante do livro, deverá ser feito apenas pelos funcionários das bibliotecas que possuem os materiais adequados para estes consertos.

O acesso ao acervo é livre, mas os materiais retirados das estantes devem ser deixados aos cuidados da equipe da biblioteca para serem guardados.

Alguns materias possuem restrições de uso e empréstimo restrito às dependências da biblioteca ou, em casos específicos, podem ser retirados para uso em sala de aula, mas deverão ser devolvidos no mesmo dia.

Alguns materiais de uso restrito:
– Obras de referência (dicionários, enciclopédias, compêndios);
– Obras raras (fora de catálogo ou de difícil aquisição);
– Trabalhos de alunos (exemplares únicos);
– Periódicos (jornais, revistas, gibis, almanaques);
– Mapas, globos e jogos.

CDs e DVDs serão emprestados apenas à equipe pedagógica para o planejamento das atividades escolares pelo prazo de 14 dias.

É vedado aos alunos o empréstimo de mais de um exemplar do mesmo título.

Não serão emprestados livros e outros materiais aos alunos e funcionários que estiverem em atraso ou de posse do número máximo de obras permitidas para empréstimo em sua categoria. Enquanto a situação do usuário não estiver regularizada o empréstimo permanecerá suspenso.

Ao final de cada semestre as bibliotecas não emprestarão materiais aos alunos nos últimos 15 dias anteriores ao término das aulas. Elas estarão abertas apenas para empréstimos com devolução para o mesmo dia e recebimento das devoluções.

A biblioteca não vende livros. Os livros adotados deverão ser comprados pelos pais nas livrarias de sua preferência.

Renovações
O usuário tem o direito de renovar o empréstimo uma vez por igual período de sua categoria. Novas renovações poderão ser feitas desde que não haja nenhuma reserva da obra.

Reserva
A quantidade de itens a serem reservados é o mesmo a que o usuário tem direito de emprestar em sua categoria. Por exemplo: o aluno de F1, que pode emprestar um livro de cada vez, tem o direito de reservar um item. O material será reservado por 3 dias úteis.

Cobrança
Os alunos com livros atrasados da Educ. Infantil e Fundamental serão cobrados 2 vezes  por meio de bilhetes semanais entregue à professora que o encaminhará aos pais. (2 bilhetes)

Se o livro não for devolvido será enviada uma carta aos pais, via professor, pedindo a reposição.

No caso da não devolução, ou reposição, o ocorrido será encaminhado à coordenação do setor para avaliação e decisão sobre o tipo de encaminhamento.

Os alunos do Ensino médio e demais categorias de usuários em atraso serão cobrados 3 (três) vezes durante o semestre.  A cobrança será feita por e-mail. No caso da não devolução, ou reposição, o ocorrido será encaminhado à coordenação do setor para avaliação e decisão sobre o tipo de encaminhamento.

No final de cada semestre será levada à direção geral da escola a relação dos usuários que não devolveram os materiais.

Obs.: Com a implantação do novo sistema todos os usuários serão cobrados automaticamente por e-mail.

 

Empréstimo nas férias

O empréstimo domiciliar de livros para o período de férias é restrito aos professores, coordenadores e funcionários da escola. O prazo de devolução é fixo para o primeiro dia letivo.

 

Empréstimo entre as bibliotecas Tatiana Belinky e José Mindlin

O empréstimo de exemplares de uma unidade para a outra ocorrerá conforme as regras normais de circulação comuns às duas bibliotecas e o transporte do material será por malote nos seus horários normais de saída e chegada.

A devolução poderá ser feita em qualquer das bibliotecas.

 

Uso dos computadores:

Os computadores só poderão ser utilizados para fins escolares

Os alunos de Educ. Infantil e F1 só terão acesso ao mezanino acompanhados de um professor ou auxiliar de classe.

Os alunos de F2 e EM poderão trabalhar no mezanino no período da tarde nos horários estipulados no início de cada ano, exercendo atividades compatíveis com o andamento dos trabalhos normais dos usuários do período da tarde.

Cada usuário deverá utilizar seu nome e senha para acessar a rede.

A responsabilidade pela manutenção dos equipamentos é dos funcionários da informática.

É permitido o uso de notebooks particulares com acesso à internet via rede sem fio.

 

 

EMPRÉSTIMO POR CATEGORIA DE USUÁRIO:

  1. Alunos da Educação Infantil: empréstimo de 1 item pelo prazo de 7 dias.
  2. Alunos do Ensino Fundamental 1: empréstimo de 1 item pelo prazo de 7 dias.
  3. Alunos do Ensino Fundamental 2: empréstimo de até 2 itens pelo prazo de 7 dias.
  4. Alunos do Ensino Médio: empréstimo de até 2 itens pelo prazo de 7 dias.
  5. Centro de Formação: empréstimo de até 15 itens pelo prazo de 7 dias.
  6. Funcionários Administrativos: empréstimo de até 2 itens pelo prazo de 14 dias.
  7. Funcionários Pedagógicos: empréstimo de até 15 itens pelo prazo de 14 dias.
  8. Setor de Editoração Gráfica: empréstimo de até 15 itens pelo prazo de 14 dias.
  9. Funcionários Biblioteca: empréstimo de até 15 itens pelo prazo de 14 dias.
  10. Estagiários: empréstimo de até 2 itens pelo prazo de 14 dias.

Observações:
O usuário que descumprir qualquer item do regulamento perde o direito de utilizar os serviços das bibliotecas.

Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos pela coordenação da biblioteca.

 

 

POLÍTICAS GERAIS PARA O ACERVO e DOAÇÕES

– Políticas quanto ao Acervo

A biblioteca não se propõe a suprir as bibliotecas de classe com seu acervo.

Não serão aceitas obras xerocopiadas como parte do acervo

Serão considerados livros infanto-juvenis os que vierem catalogados como tal na ficha da Câmara Brasileira do Livro, respeitando-se os critérios dos autores e editores. Quando não há informação explícita na obra aplicam-se os critérios que indicam se ela foi criada visando o leitor jovem, tais como: diagramação, ilustração, prefácio explicativo, linguagem etc.

– Não são incluídos no acervo livros para pintar e outros de consumo individual.

Os livros de literatura adulta, usualmente lidos por adolescentes e jovens, permanecerão nas estantes de literatura adulta.

– Políticas quanto às Doações recebidas pela instituição

Nem todos os materiais recebidos por doação serão incorporados ao acervo da Escola da Vila. Toda obra doada será submetida aos mesmos critérios de seleção dos materiais adquiridos por compra. (Ver item Política de Seleção de Acervo)

As doações de livros didáticos feitas à escola pelas editoras pertencem, prioritariamente, às bibliotecas. Se o número de exemplares tombados for suficiente para o uso normal da comunidade, os exemplares excedentes poderão ser oferecidos aos especialistas de área e professores da turma correspondente ao livro em questão. Não há qualquer tipo de contrato entre a escola e as editoras que as obrigue a doar livros para professores, mesmo quando adotados. Trata-se de uma liberalidade que varia segundo as políticas das próprias editoras.

O mesmo critério será seguido com respeito às doações de livros literários adotados para leitura dos alunos. Desde que esteja assegurado o número de exemplares das bibliotecas o excedente pode ser encaminhado ao professor que trabalha com o livro.

Serão solicitados às editoras apenas os livros que serão utilizados nos trabalhos internos da escola. Nestas solicitações professores auxiliares e  estagiários não serão incluídos.

Não serão doados livros a funcionários ou pais de alunos.

– Políticas para restauros e descarte

Os critérios para restauro são de relevância da obra para a coleção e a impossibilidade de aquisição de exemplar novo.

Lembrando sempre que o caráter da biblioteca escolar não é de conservação e sim de circulação, o descarte de materiais ultrapassados, de má qualidade literária ou informativa, que não se adéquam aos objetivos da escola e da biblioteca, e de materiais danificados, cujo restauro é superior ao valor de um exemplar novo, é feita constantemente por todos os funcionários das bibliotecas sendo que a decisão final é da coordenadora das bibliotecas

Livros riscados, manchados, sublinhados e marcados com caneta tipo “marca texto” serão retirados do acervo para não incentivar esta prática em material de uso coletivo. Como ainda há muitos exemplares únicos de bons livros sublinhados no acervo, este descarte está sendo feito gradualmente, conforme eles possam ser substituídos.

As obras descartadas terão um carimbo vermelho indicando esta condição.

Os materiais descartados serão doados à instituições segundo critério da diretoria da escola ou encaminhados para a reciclagem.

Em nenhuma hipótese será doado a qualquer funcionário ou aluno da escola os livros ou qualquer outro material que pertence ou pertenceu ao acervo da escola. Os novos só serão doados nas hipóteses contempladas nesta política. (Ver item Políticas quanto a Doações Recebidas)

Periódicos de divulgação e revistas avulsas serão descartadas após 6 meses de uso ou encaminhadas à sala de artes na condição de sucata.

Jornais diários ficarão na biblioteca uma semana e depois também serão encaminhados à sala de artes ou reciclagem.

– Substituições e Duplicatas

No caso de perda ou dano irreparável no livro por parte do usuário, a substituição deverá ser feita pelo mesmo título. Caso seja um livro fora de catálogo (esgotado), ou haja dificuldade para encontrá-lo, a responsável pela biblioteca indicará um título semelhante.

Quanto à duplicação de títulos, o critério adotado está relacionado à demanda. De forma geral 3 (três) exemplares do mesmo título é considerado suficiente.

 

 

POLÍTICA GERAL DE SELEÇÃO DE ACERVO

Além do intenso ritmo da produção editorial, o avanço crescente dos recursos informacionais e a ampliação das redes de comunicação resultam na impossibilidade de manter um acervo atualizado mesmo nas áreas mais especializadas, tornando urgente a planificação da coleção e o estabelecimento de critérios para a aquisição, levando-se em conta a qualidade do material, o estudo do usuário, os recursos informacionais disponíveis e as possibilidades concretas de armazenagem.

 

A Seleção na escola da Vila

Os materiais que compõem o acervo das bibliotecas devem estar de acordo com os objetivos estipulados nesta política e relacionados entre si, complementando-se mutuamente. Há a idéia geral de que prevalece o critério da qualidade de conteúdo em detrimento da quantidade de materiais.

A qualificação do acervo depende diretamente da participação da equipe de especialistas de área vinculados à escola. Além disso, a equipe de funcionários das bibliotecas deverá ter pelo menos um especialista em literatura para crianças e jovens, para responder à grande demanda nessa área e atender às expectativas da instituição em relação ao valor dado à leitura e escrita.

Uma das funções do bibliotecário será estabelecer as formas pelas quais serão feitas sugestões de aquisição, principalmente no que diz respeito aos materiais informativos por área do conhecimento.

Serão também usados instrumentos bibliográficos auxiliares para as atividades da seleção, aquisição e descarte dos materiais.

Qualquer material mal selecionado e adquirido resulta em perda de tempo e de recursos financeiros.

 

Instrumentos auxiliares de seleção

– Catálogos comerciais das editoras e livrarias, folhetos, etc.

– Informações obtidas em resenhas de revistas especializadas, jornais e sites específicos

– Bibliografias especializadas e listas de livros recomendados por professores, coordenadores e alunos.

– Visitas a livrarias, exposições e feiras de livros

 

Censura

Por tratar-se de bibliotecas que atendem crianças e jovens há restrições a materiais de conteúdo pornográfico.

 

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE ACERVO – MATERIAIS BIBLIOGRÁFICOS E NÃO BIBLIOGRÁFICOS

INFORMATIVOS:

– Potencial para a Biblioteca  – É a forma pela qual o material se encaixa no acervo. O enfoque é a diversificação do acervo com materiais que tratem um mesmo assunto sob diferentes pontos de vista para assegurar a formação de um espírito crítico.

– Qualidade Pedagógica

-Se a obra estimula a curiosidade do leitor;

-Se está bem redigida (gramaticalmente);

-Livros que qualificam e complementam o conteúdo dos currículos.

– Autoridade – Do autor, editor e patrocinador. Autores de “reconhecido saber”.

– Precisão – Alguns materiais necessitam de avaliação por parte dos especialistas de área.

–  Adequação do Material

– Relação entre quantidade / profundidade da informação e a faixa etária do usuário em potencial no que se refere ao tema e à linguagem;

-Adequação entre informação nova e dados já conhecidos. É preciso que o material tenha uma quantidade mínima de informação que o aluno já conhece para servir de ponto de partida para o entendimento do conteúdo novo.

– Organização – Distribuição das informações em itens e sub-itens, e se estão incluídos índices, sumário, apêndices e guias para a consulta do material.

– Aspectos Técnicos – Refere-se à qualidade das ilustrações, diagramação, projeto gráfico.

– Atualidade dos Dados

– Características Físicas – Preferência por materiais resistentes e papel de boa qualidade.

– Custos – Se a maioria dos critérios acima for atendida, o desempate será feito pelo material de menor custo.

– Distribuição eqüitativa entre os cinco setores: Educação infantil, Fundamental 1, Fundamental 2,  Ensino Médio e Especialização.

 

LITERÁRIOS:

– Solicitação do Usuário professor/coordenador

– Qualidades Literárias

– Diversificação de estilos e técnicas literárias.

– Relação fantasia x realismo.

– Experimentação da linguagem.

– Textos abertos à participação do leitor (livros interativos).

– Qualidades Artísticas

– Diversificação das ilustrações e projetos gráficos

– Experimentação estética.

– Autoridade

– Autor, editor, patrocinador e ilustrador.

– Materiais que permitam o diálogo entre linguagens

– Qualidade do Material

– Apresentação: capa, tamanho, formato, tipo do material (papel, pano, plástico), caracteres tipográficos.

– Próprio para uso coletivo: resistência física do material.

– Custos – Se a maioria dos critérios anteriores for atendida, o desempate será feito pelo material de menor custo.

– Atualidade – Lançamentos de edições revistas e atualizadas têm prioridade em relação às velhas edições.

 

 

POLÍTICAS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS

A aquisição será feita através de compra nos vários estabelecimentos como editoras, livrarias, distribuidoras e também através da retirada de crédito na Livraria da Vila.

O critério de prioridade é o seguinte:

– Livros adotados

– Obras de referência

– Substituição de livros perdidos e/ou danificados

– Livros solicitados por professores, coordenadores e especialistas mediante requisição por escrito justificada. (Serão pedidas anualmente listas de materiais aos especialistas de área para compor a coleção.

– Livros novos no mercado

– Livros solicitados por alunos. (Será mantido nos murais um local onde os alunos poderão solicitar a aquisição de livros e outros materiais)

A biblioteca não compra livros para uso pessoal dos funcionários ou a título de reposição de material perdido dos mesmos.

 

 

RODAS E USO DAS BIBLIOTECAS PARA FINS DIVERSOS

– Rodas

As rodas de biblioteca serão planejadas pela equipe da biblioteca, assim como sua dinâmica.

Rodas com temas específicos podem ser solicitadas pela equipe pedagógica em trabalho de parceria com a equipe da biblioteca.

O professor ou auxiliar de classe deve estar presente no momento da roda de biblioteca.

– Uso das bibliotecas para fins diversos

Eventos, reuniões e outras atividades no espaço das bibliotecas terão que ser aprovadas pela direção pedagógica das unidades e estarão sujeitas a prévio agendamento com os responsáveis pelas respectivas bibliotecas.

Nestas ocasiões serão observadas as mesmas regras de uso do espaço.

 

AVALIAÇÃO, SUGESTÕES E RECLAMAÇÕES

A reavaliação da coleção é realizada regularmente a cada 6 meses durante as férias da equipe pedagógica.

Regras e procedimentos são revistos periodicamente em reuniões com a diretoria pedagógica da escola.

Outros métodos de avaliação geral são aplicados rotineiramente como reuniões entre coordenadores dos vários setores e a coordenadora das bibliotecas.

As sugestões e reclamações deverão ser encaminhadas por escrito à coordenadora das bibliotecas ou à coordenadoria de cada setor. Todas as reivindicações serão examinadas e levadas à discussão nas reuniões da equipe das bibliotecas. caso não haja consenso sobre o tema, a questão será encaminhada à diretoria pedagógica geral da escola.

As políticas são necessárias e colocam a biblioteca em perspectiva no tempo. Não é um documento estático, mas é estável. Isto significa dizer que deve haver uma distância entre sua formulação e a avaliação de resultados. Durante a prática concreta a revisão deve ser gestada no sentido da adequação às novas necessidades.

A proposta é que este documento seja revisto a cada dois anos.