Notícias do GIC

  • GIC GIC
  • Córrego Iquiririm Córrego Iquiririm
  • Córrego Iquiririm Córrego Iquiririm

Por Celina Moraes

Neste semestre, os alunos participantes do Grupo de Investigações Científicas (GIC), de sexto e sétimos anos, começaram um projeto coletivo de monitoramento das águas do córrego Iquiririm (também chamado de Pirajussara Mirim). O projeto acontece em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica e com a UNESCO, como parte de um projeto maior, intitulado “Observando os rios”.

A proposta é que os alunos realizem o monitoramento de um córrego das redondezas da unidade Butantã, realizando coletas mensais e análise da qualidade da água. Os dados obtidos serão enviados para a Rede das Águas, ajudando a compor um grande banco de dados de monitoramento da qualidade das águas dos rios e dos córregos da metrópole de São Paulo.

A primeira atividade do projeto foi uma palestra com o educador ambiental da Fundação SOS Mata Atlântica, Cesar Pegoraro, sobre a questão da água, abordando do ciclo de água à ocupação e à transformação das margens dos rios na cidade de São Paulo. Os alunos ficaram muito admirados em saber que, tão junto a uma das unidades da escola, debaixo do asfalto e das calçadas, correm vários corpos d’água, e que essa água é carregada até o córrego Pirajussara, córrego que passa também perto da unidade Morumbi, e é despejada no rio Pinheiros, sendo perdida como fonte de água utilizável pela população.

Em setembro, fizemos nossa primeira ida ao córrego Iquiririm e uma primeira análise das condições ambientais da nascente. Os alunos realizaram alguns testes físico-químicos com as amostras retiradas. Constatamos que o local próximo à nascente está sendo cuidado por moradores da região, que têm se organizado para preservar essa área e promover seu uso público consciente. Nos arredores da nascente, do outro lado da rua, há um espaço de uso comum, com uma horta comunitária, árvores frutíferas, um balanço para as crianças e intervenções artísticas nos muros do entorno. De tempos em tempos, os moradores do bairro se organizam para ocupar esse espaço e tentar garantir sua preservação.

No dia 05 de novembro, faremos nossa primeira coleta com a análise completa, de acordo com a metodologia proposta pela fundação. Estamos curiosos em saber como a seca prolongada pode estar afetando esse espaço tão precioso e esperamos contribuir de maneira efetiva com o cuidado e a preservação da água de nossa cidade.

2 ideias sobre “Notícias do GIC

  1. Celina e alunos envolvidos nesse projeto, parabéns pelo trabalho!! Na nossa cidade, tão grande, nunca pensamos que possam existir nascentes… Isso parece estar tão distante daqui…Muito interessante conhecer esses lugares e acompanhar a utilização da água e como, desde a nascente até chegar aos córregos e rio Pinheiros, ela vai se transformando. Além disso, é muito interessante ter essa parceria e contribuir de forma efetiva com o monitoramento da água na nossa metrópole. Sorte dos alunos interessados por terem essa oportunidade. Bom trabalho para todos. Continuem dando notícias. Abraço, Carla

    • Carla,
      Obrigada por suas considerações, também partilhamos do seu entusiasmo e admiração pela situação das nascentes em nossa cidade. E nossa intenção é que os alunos também possam se admirar e ajudar a cuidar desse bem tão precioso que é a água. Nossa primeira análise completa, realizada hoje, indica que a qualidade dessa água é muito boa e será um pontinho verde entre tantos outros pontos de córregos e rios monitorados nesse projeto. O cuidado com a nascente do Iquiririm deve ser reforçado a partir desses dados e convidamos toda a comunidade a participar desse cuidado. Pode deixar que continuaremos a dar notícias!

      Celina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *