Concurso culinário e experimentação de saladas: dos estudos à ação

Escola da VilaEscola da Vila
Vencedores do concurso culinário: Caio Marcondes de Barros, Catarina Miranda Almeida, Luiza Gregori Tokita, Sofia Maria Rechi Aguiar, Juliana Ogihara Greco e Lívia Maria Papolo Colombero.

_

Por Elaine Occhialini e Celina Moraes

Como anda a alimentação de nossos adolescentes? O estudo de Alimentação e Saúde dos 8ºs anos possibilitou aos alunos fazer uma reflexão sobre seu consumo alimentar perante suas necessidades nutricionais, isto é, se dar conta do que comem e quanto comem e avaliar se o que consomem atende ao que um adolescente necessita em termos nutricionais e energéticos. Os alunos registraram todos os alimentos consumidos, em medidas caseiras, ao longo de uma semana, incluindo os horários de consumo, e depois quantificaram em porções para realizarem comparações a partir de parâmetros dados pelo Guia Alimentar para a População Brasileira, a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Organização Mundial da Saúde.

Algumas tendências que são observadas na alimentação dos adolescentes brasileiros (como aquelas relatadas na Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar, PeNSE) também puderam ser constatadas entre muitos de nossos alunos, como o baixo consumo de verduras e legumes, a diminuição no consumo de feijões e leite e um aumento significativo (para nosso público) no consumo de doces, especialmente em versões industrializadas, como bolachas e chocolates.

Aqui cabe uma reflexão sobre a organização do dia alimentar dos nossos alunos. Ao analisar os registros alimentares produzidos, verificamos que muitos não planejam as refeições para atender satisfatoriamente suas atividades e necessidade nutricionais: ainda é frequente que muitos venham para a escola sem café da manhã assim como também destinam pouco tempo para o consumo de uma maior quantidade de alimentos na hora do almoço.

Para ajudá-los a enfrentar as barreiras que cada vez mais corroboram com esse preocupante quadro alimentar, realizamos duas atividades diferenciadas nas quais os alunos puderam vivenciar aspectos mais subjetivos e sensoriais relacionados à alimentação: a experimentação de saladas e o concurso culinário de lanches. O concurso já acontece há alguns anos, cada vez com maior adesão dos alunos, mas a experimentação de saladas foi a novidade da vez.

Como observado nos registros alimentares, legumes e verduras continuam sendo os grupos de alimentos menos consumidos pelos adolescentes. Como são alimentos que oferecem uma quantidade menor de calorias, os adolescentes buscam “matar a fome” com alimentos mais energéticos e de baixo valor nutricional, como chocolates, doces, sucos adoçados e refrigerantes. No entanto, consumir regularmente verduras e legumes é extremamente relevante, visto o fornecimento de fibras, vitaminas e sais minerais proporcionado por esses grupos de alimentos.

A aula de saladas foi desenvolvida para estimular a experimentação de alimentos dessa ampla categoria, com a oferta de alface, rúcula, tomate, cenoura, brócolis e pepino. Nesse dia, os alunos também foram convidados a preparar molhos variados para temperar suas saladas: o clássico de limão, azeite e sal, outro de coalhada seca e hortelã, um de mostarda e mel e outro ainda com shoyu.

O resultado foi surpreendente! A maioria dos alunos mal se continha para começar o ataque gastronômico! Vários alunos experimentaram alimentos que achavam que não gostavam, outros se aventuraram nos diferentes molhos para buscar novos sabores, havia aqueles que incentivaram os colegas a provar suas combinações favoritas… Vamos deixar que nossas alunas Manoela e Lorena apresentem um pouco mais essa experiência:

Percebemos, assim, o quanto é importante manter a experimentação de novos alimentos mesmo para essa faixa etária e evidenciamos como é possível estimular o consumo de verduras e legumes com medidas simples, como a oferta de novos temperos.

O concurso culinário foi também um grande sucesso! Entre tortas, sanduíches e barrinhas de cereais tivemos 23 preparações, resultado do empenho de 45 entusiasmados cozinheiros! Fomos mais uma vez presenteados com muitas gostosuras e animação. Na defesa de seus pratos, relatos dos testes, da busca de receitas, das histórias de família e das preferências individuais. Ao final, o compartilhamento com toda a classe do resultado de seus talentos culinários. Nosso distinto grupo de jurados contou com a participação de alunos de cada turma (vagas disputadíssimas!), professores queridos (mais disputas!) e a presença ilustre do chef Caio Carbognin em algumas das classes. Aproveitamos este espaço para mais uma vez agradecer essa participação tão especial!

É difícil descrever o quanto essa atividade envolve os alunos e contribui para que explicitemos a alimentação como algo complexo, que envolve não apenas a composição nutricional de cada alimento, mas também afeto, memória, técnicas e muito mais. O apoio e o incentivo das famílias são também um ingrediente essencial nesses pratos. Que nossos adolescentes sigam se aventurando na cozinha e buscando uma alimentação saudável, saborosa, compartilhada com amigos e cheia de histórias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>