Os pequenos nos primeiros dias de aula.

Por Dayse Gonçalves

2012. Ano novo. Escola nova. Grupo novo. Novas relações se iniciam. É assim para quem está chegando e, num certo sentido, também para quem já era da escola. Não se pode esquecer que para os pequenos, pequenas mudanças são grandes mudanças. Mudar de professora, mudar de sala, novos companheiros, novos brinquedos, novos desafios, novas aprendizagens. Há um tanto de adaptação que sempre faz parte, qualquer que seja a etapa da vida, da Educação Infantil à vida adulta, quando deixamos a universidade, mudamos de emprego, de cidade, começamos uma nova relação… Há um tempo de construção de intimidade com o novo espaço, com as pessoas… Estar com 3 anos (G1) significa poder fazer muito mais coisas e, por isso mesmo, enfrentar mais desafios. Imaginem então quem já completou 4 (G2) ou 5 (G3)?

Os veteranos chegaram curiosos para saber quem seria a nova professora e cheios de saudade dos amigos. Um ou outro chegou um pouco tímido, mas nada que não se dissipasse nas primeiras horas, depois de a professora fazer uma ‘graça’ com o grupo e anunciar um mundo de coisas bacanas para fazer com a turma.

Imaginem chegar e descobrir que será aluno ou aluna da ex-professora de um irmão ou de um amigo? Tem coisa melhor que isso, quando o professor já é altamente recomendado?

Os mais novinhos, de G1, estão chegando aos poucos. Mas posso dizer que em todas as turmas, sem distinção, foi muito fácil convencê-los a tomar parte de uma boa brincadeira, de finalmente conhecer o que de especial trazia na lancheira, de desfrutar o espaço do nosso parque, ouvir uma boa história, dentre outras coisas.

Os pais, ali, firmes! Parceiros desde o primeiro momento. Colaborando conosco, atendendo aos combinados feitos, conversando entre si, se conhecendo, acompanhando o nosso movimento e também nos conhecendo melhor. E, o principal, confirmando a potência de seus filhos para dar conta do desafio de enfrentar o novo e, com isso, sentindo a confiança aumentar, em seus filhos e em nós. Esse é o primeiro e melhor ganho! Depois é só dar continuidade ao que já teve início: a grande curiosidade sobre o mundo que os cerca e o desejo de conhecer, de conviver, de aprender.

Sejam bem-vindos a esse período maravilhoso na vida de vocês: de assistirem a um boom de desenvolvimento e o início dessa coisa maravilhosa que chamam “aventura da vida”.

PS: Aproveitamos a ocasião para sugerir a leitura de posts antigos, publicados em 2010 e 2011 pela equipe do segmento.

5 ideias sobre “Os pequenos nos primeiros dias de aula.

  1. É realmente mto bonito de ver o vínculo já estabelecido e resgatado após as férias e o brilho nos olhos do que está por descobrir! Revivo meus tempos de escola ao acompanhar a vida letiva do Gabriel e isso tudo é mto gostoso, mto bom! obrigada pela parceria, carinho e comprometimento de vcs com os pequenos! um grande abraço, Luiza (mãe do Gabriel Margarita – G3A).

    • É isso mesmo, Luiza!
      É preciso um grande investimento, da parte dos pequenos, sem dúvida, mas também da parte de vocês, pais, e da escola, para que a relação com este espaço educativo seja de confiança e de respeito. Respeito pelas necessidades dos pequenos, por suas características, até que possam depositar em nós a confiança e a segurança que sentem em vocês. O cuidado, portanto, com a adaptação é fundamental! Por isso passamos dias nos organizando para recebê-los. Planejando as atividades, preparando os espaços e os objetos com os quais vão interagir, dando-lhes a atenção e o carinho necessários para garantir o conforto físico e emocional que os pequenos requerem neste início de escolaridade. E penso que o segredo é demonstrar por eles a mesma curiosidade e interesse que sentem pela escola.
      Um grande abraço e obrigada pela visita ao blog,
      Dayse

  2. Tenho acompanhado o dia a dia desta nova e tão importante fase do meu pequeno, e sinto que a cada dia ele está mais feliz e seguro a escola. Parabéns pelo trabalho de vocês! Senti falta de fotos da criançadinha do G1, gostaria de vê-los nas atividades…
    Natália – mãe do Henrique – G1A

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>