O currículo

Os professores organizam o ensino a partir da proposição de problemas, preocupando-se com o sentido dos conhecimentos e estimulando os alunos a se responsabilizarem pelos desafios. A busca constante por novas soluções, a socialização de estratégias e a relação saudável com o erro garantem o envolvimento dos alunos no processo de aprendizagem.

A escola incentiva a tomada de consciência das próprias estratégias no aprendizado, as sistematizações e a construção de novos significados para conhecimentos já adquiridos. Essas medidas visam a ajudar todos os alunos a construírem um bom percurso escolar.

No 6º e no 7º anos, há aulas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Inglês Educação Física, Arte e Orientação Educacional.

No 8º e no 9º anos, além dessas disciplinas, introduz-se uma aula semanal de História da Arte, as aulas de Ciências Humanas passam a ser específicas de História e Geografia, e há também uma aula semanal de Política e Sociedade, para aprofundar a formação social e política dos alunos.

Além das aulas regulares, a escola organiza Semanas de Atividades Diversificadas (SAD), em que se promovem formas diferenciadas de contato com o saber e com a própria interação dos alunos com outras classes e séries. Nas SAD, que acontecem duas ou três vezes por ano, em semanas encurtadas por feriados, abre-se espaço para debates e palestras com profissionais convidados, para grupos de estudo e pesquisa formados por alunos de séries diferentes, e para visitas a lugares da cidade que não só enriquecem o repertório cultural dos alunos como ensejam um uso diferenciado do espaço escolar e da circulação pela cidade.

A tecnologia encontra-se inserida nas diversas propostas de trabalho, de modo a potencializar a interação entre os alunos e deles com os objetos de conhecimento, intensificando as aprendizagens.