O evento “Um Pouquinho de Brasil” na unidade Granja Viana

Pouquinho de Brasil na Escola da Vila Granja Viana

Por Luisa Furman 

Há muitos anos se faz roda na Escola da Vila, em todos os segmentos e em diversas situações. A roda possibilita a todos sentarem-se no mesmo nível e se olhar, ouvir e compartilhar algo importante. Nas rodas da Educação Infantil os pequenos aprendem a dividir com os colegas passagens importantes de suas vidas, tais como: um episódio do final de semana, uma descoberta, um novo aprendizado, uma conquista, um medo, uma tristeza.

Essa organização estrutural pode ser realizada em qualquer espaço da Escola, estando ligada a um conteúdo curricular ou procedimental. Os agrupamentos também podem variar de acordo com o objetivo da roda.

Existem, também, as rodas de capoeira, de histórias, de apreciação de cadernos de arte, para tomar lanche, para fazer assembleias, e várias outras, que muitas vezes ocorrem espontaneamente. A roda é um convite ao diálogo, à troca, à interação, valores fundamentais para o nosso projeto.

Também fazemos rodas para dançar e cantar, como aquela de encerramento do Um Pouquinho de Brasil − evento de arte organizado pelo Setor Cultural, no dia 30 de abril, na unidade Granja Viana − conduzida pelo grupo Mergulhatu, que apresentava diversos ritmos brasileiros como o Maracatu, velho conhecido da turma do complementar, estudado no primeiro trimestre, que propõe aos alunos, a suas famílias e aos professores a participação interativa, cantando e dançando com os músicos.

Essa grande roda finalizou o evento, que acontece todos os anos, e evidencia os processos de aprendizagem das aulas de arte, promovendo a integração entre as famílias e a escola. Os alunos têm a oportunidade de atuar como protagonistas, mostrando as produções realizadas ao longo do primeiro trimestre, expostas pelo espaço da escola e relatando os conteúdos e procedimentos aprendidos para a concretização de cada trabalho. Os professores, por sua vez, participam dessa integração ao preparar o ambiente para receber a comunidade, organizam e oferecem atividades, acompanham seus alunos e conversam com as famílias.

Ao final, uma das professoras presentes na atividade, admirada com a participação das famílias, resgatou um sentido importante da roda para uma comunidade que está se constituindo e tem fortalecido sua parceria com a escola − a roda como comunhão, como uma engrenagem que, girando em torno de seu eixo, realiza algo em comum entre suas peças, estabelecendo uma sintonia de sentimentos, do modo de pensar e de agir.

Veja as fotos do evento no Flickr da Vila.

2 ideias sobre “O evento “Um Pouquinho de Brasil” na unidade Granja Viana

  1. “Roda mundo, roda gigante, roda o moinho, roda o pião, o tempo rodou num instante nas voltas do meu coração”. Me emocionei no dia em ver a comunidade se fortalecendo como um grupo pertencente à Escola da Vila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *