Democracia, um valor inegociável

Com uma sociedade cindida, sem ideias novas e elegendo jovens políticos, teremos um país mais democrático?

Escola da Vila
Tabata Amaral na Escola da Vila

.

Por Susane Lancman, direção do Ensino Médio

No blog de fevereiro, um dos textos tinha como título “Sustentabilidade, um valor inegociável: sem canudinhos, com segunda-feira sem carne e andando de bicicleta, salvaremos o planeta?”. A intenção era divulgar a palestra do professor Edson Grandisoli feita para os alunos do Ensino Médio sobre sustentabilidade, além de gerar na comunidade Vila mais reflexões sobre o assunto tão sério e complexo. Muitas ações têm sido pensadas, inclusive foi criado o grupo SustentaVila com professores e alunos, para que nossa comunidade seja mais sustentável.

Outro assunto extremamente caro para trabalharmos no espaço escolar é o conceito de democracia, mais um valor inegociável. No ano passado, realizamos algumas ações, como as atividades da Mostra de Trabalhos do Ensino Médio, que versava sobre essa temática, e neste ano já fizemos algumas ações para dar continuidade. Assim, objetivamos ampliar o conhecimento dos alunos em relação ao conceito de democracia de modo a qualificar o discurso e aprimorar as atitudes de nossa comunidade a fim de nos tornarmos uma escola cada vez mais democrática.

Iniciamos o ano com as equipes de professores relacionando em seus currículos os vínculos com o conceito de democracia e planejando atividades que poderiam gerar mais discussão e ação entre os alunos. Em uma sociedade cindida em que as nuances entre esquerda e direita parecem não existir, em que as caricaturas proliferam e o diálogo é interrompido, é preciso achar um ponto em que seja possível haver escuta, assim pensamos que a chave poderia ser o trabalho mais profundo com o conceito de democracia.

Uma feliz coincidência foi a possibilidade de a deputada federal Tabata Amaral estar em uma aula aberta com todo o Ensino Médio. Independentemente de partido, estamos em busca de apresentar ideias novas e dar esperança aos nossos alunos com relação à possibilidade de construir um país mais justo e sustentável. Temos percebido um sentimento de ceticismo por parte de muitos jovens (e de nós adultos), o que é temeroso, já que é da juventude que costuma sair a mola propulsora para a mudança. Assim, temos a intenção de oferecer atividades, como palestras com políticos, que vão ao encontro desse sentimento, não para criar um falso ou vazio otimismo, mas para que nossos jovens percebam que podem ser parte da solução dos problemas.

Para “aquecer” os alunos para o encontro com a deputada e sabendo que seu foco é educação, apresentamos em algumas classes gráficos relacionados ao processo de escolarização no Brasil, redução do analfabetismo e resultados do PISA. Em outras classes, o foco foi na compreensão do funcionamento da Câmara de Deputados com a utilização de vídeos feitos pelos ex-alunos do 3o ano depois do trabalho de campo de Brasília. A partir disso, os alunos criaram questões para a convidada, foram algumas:

1) Relacionadas ao Movimento Mapa Educação:

a) Quais são os critérios usados pelo movimento para a definição de “educação de qualidade”? Qual é o “cidadão” que esse projeto busca formar?

b) Que boas propostas de melhoria da educação foram mapeadas pelas pesquisas realizadas pelo Movimento Mapa Educação? Na avaliação de Tabata, por onde é preciso começar para que haja uma transformação efetiva no cenário educacional brasileiro?

c) Como estudantes de escolas particulares podem atuar na construção de um projeto de educação pública para o Brasil?

2) Relacionadas à atuação e aos posicionamentos de Tabata Amaral como deputada federal no contexto do atual governo federal:

a) Como ela enxerga a afirmação do ex-ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, de que a “universidade não é para todos”? Como deputada, como atuará em relação à visão de educação expressa nessa fala?

b) Como ela enxerga o Programa Escola sem Partido? Como deputada federal, como pretende atuar em relação às propostas defendidas pelo programa?

c) Como ela enxerga os valores de “meritocracia” e “equidade”? Na sua visão, qual é o lugar que esses valores devem ocupar nas políticas educacionais brasileiras?

O encontro gerou muitas discussões, que repercutem até hoje na sala de aula e fora dela, muitos pensamentos sobre os desafios e conquistas para que nosso jovem país seja de fato cada vez mais democrático.

Vale também ressaltar que desde o início do ano temos um mural no Ensino Médio com materiais relacionados com a temática “democracia”, inclusive com o preâmbulo da Constituição de 1988, que foi trabalhado no ano passado com os alunos, bem como o índice de toda a Constituição para que se tenha ideia da sua abrangência. Além disso, o Grêmio tem ampliado a sua atuação, tentando se fortalecer com o grupo de alunos e está organizando para a 1a SAD (Semana de Atividades Diversificadas) uma sessão de cinema do filme Eleições, de direção de Alice Riff. Enfim, há muito que fazer dentro e fora dos muros da Escola, pois queremos que a nossa garotada seja cada vez mais interessada em política para que possamos construir o país que almejamos. Então, continuaremos caminhando no sentido de formar alunos que percebam a democracia como um valor inegociável, para que se percebam como agentes de mudança com ideias inovadoras em um espaço de escuta e diálogo.

6 ideias sobre “Democracia, um valor inegociável

  1. Parabéns, Escola da Vila, por essas ações super importantes!!!
    Alunos e professores privilegiados por fazerem parte dessa comunidade sempre super atenta e atuante!
    Abraço
    Beth

    • Agradeço em nome de toda a equipe da Escola, afinal sabemos o quão desafiante é fazer um trabalho com valores tão caros e o reconhecimento é sempre muito bom. Forte abraço, Susane

  2. Olá!

    Foi gravada essa participação da Tabata na Escola da Vila? Vocês poderiam disponibilizar isso no Youtube por exemplo? Seria de extrema importância!!

    Parabéns!!

Deixe uma resposta para Elizabeth Baldi Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *