As novas tecnologias na escola


Viajar! Perder países!
Ser outro constantemente,
Por a alma não ter raízes
De viver de ver somente![…]

 

Por Lucinha Magalhães – Coordenadora Pedagógica do Centro de Formação

Fernando Pessoa tinha razão: viajar é sempre uma experiência única. “Perder países” e experimentar-se outro, aproximando-se de novas culturas por meio de paisagens, gostos, aromas, vozes, ampliam nosso repertório de imagens e ideias. Além disso, é o momento em que reafirmamos quem somos, e em que nossa identidade sociocultural se fortalece.

Considerando que viajar é uma forma muito especial de aprender é que oferecemos, desde 2003, as chamadas viagens pedagógicas internacionais, tanto para conhecer aspectos da realidade escolar em outros países como para aprender com profissionais que se dedicam a pensar temas educacionais importantes. Integram o grupo: gestores, coordenadores pedagógicos e professores de escolas situadas em várias cidades brasileiras, o que faz com que convivamos intensamente em determinado período, estudando, passeando, compartilhando momentos muito singulares.

Neste ano, mobilizados pelo tema do uso das novas tecnologias na escola, nosso destino será Barcelona, de 28 de maio a 7 de junho. Coordenada por Sônia Barreira, a Viagem Pedagógica Internacional 2012 tem sua programação organizada pelo doutor César Coll, pelo professor Alfonso Bustos, e pela professora Anna Engel, do Instituto Grintie,¹ vinculado ao Departamento de Psicologia Educativa e da Educação da Universidade de Barcelona.  Aos que se perguntam o porquê desta coordenação, esclarecemos que esse Instituto é referência no estudo dos processos de interação e construção do conhecimento em contextos virtuais de ensino e aprendizagem.

As atividades a serem desenvolvidas envolvem a realização de seminários teóricos (ministrados pela equipe do doutor Coll), e visitas a escolas.

Os seminários têm como tema “Alguns conceitos – para refletir sobre as Tecnologias da Informação e Comunicação em Educação”, “O estado da Arte das Tecnologias em Educação na Catalunha e na Espanha” e, por último, “Apresentação de algumas experiências de Comunidades Virtuais de Aprendizagem”.

As escolas selecionadas que serão visitadas são: Col-legi Montserrat – pelos diferentes projetos de usos das Tecnologias da Informação e Comunicação em suas práticas educativas e por suas propostas de inovação em distintos âmbitos; Escola Primária Pública no bairro de Raval – pelo trabalho que vem sendo realizado nos usos das tecnologias voltadas para a atenção à diversidade; e, por último, a Escola Súnion – basicamente pelo modelo de gestão, pela organização didática, pela estruturação dos espaços e tempos.

Diferentemente dos anos anteriores, esta, que é uma possibilidade oferecida aos profissionais que atuam em escolas que integram o programa ZDP² desenvolvido pelo Centro de Formação da Escola da Vila, será estendida a educadores não associados ao programa. Como já constituímos o grupo ZDP, passamos a partir a nos ocupar da adesão dos demais profissionais interessados.

Assim, se você estiver motivado a “experimentar-se outro” aproximando-se de “mestres” que, para nós, são referência, como o dr. César Coll e sua equipe no cenário mágico que é Barcelona e reafirmar a própria identidade profissional, não perca esta oportunidade.

Para informações mais detalhadas, clique aqui.

a

¹ Grupo de Investigação em Interação e Influência Educativa.
² O programa ZDP (Zona de Desenvolvimento Profissional) consiste de uma rede de escolas privadas de todo o Brasil que, associadas à Escola da Vila, apoiam-se, interagem e investem no desenvolvimento de seus profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *