Programação de Julho

Por Daniela Munerato

Em um movimento de reciprocidade e interação aconteceu mais uma programação de férias aqui na Vila. Um evento que reuniu mais de seiscentos educadores, um tempo de trocar, refletir e garantir novas ações na prática cotidiana.

Reciprocidade, sim, pois somos todos educadores e temos um objetivo comum. Desta forma, a relação de troca acontece entre iguais como uma interação fundamental. Mas, apesar de pertencermos ao mesmo grupo, temos olhares, práticas, vivências diferentes e ampliar esse contexto cabe ao momento de aprendizagem.

Este universo de diversidade relacionado às aprendizagens me remete ao ponto de partida de Piaget com a questão do conhecimento, que poderemos aproveitar aqui para relacionar a formação docente: “Como o conhecimento se constitui e se transforma”.

Enquanto eu ministrava um dos cursos desta programação, observava as expressões nos rostos dos participantes, os relatos que revelavam o quanto tentavam compreender o que estava sendo abordado, estabelecendo novas relações. E os momentos de saída para almoço e café da tarde? Representavam minutos de trocas intensas entre participantes de cursos diferentes. Quantas conversas ao mesmo tempo, conteúdos abordados, dúvidas. O conhecimento prévio em puro conflito e transformação!

A experiência é singular para cada um e, portanto, podemos participar da mesma situação e aprender conteúdos de naturezas diversas, interagir de diferentes formas com o que está sendo tematizado. Tudo depende do que cada um consegue ver e relacionar, sobre interesses próprios e motivações movidas por eles. De fato, o curso não se encerra no terceiro dia, mas abre portas para que a reflexão continue e se estenda nas relações que representam o início de novas amizades e fontes de contato. A iniciativa de passar uma lista de e-mails é um ótimo exemplo dessa possibilidade.

E, quando cada um retorna a sua casa ou escola, é tempo de acomodar as ideias, transportando as novas aprendizagens para cada realidade, grupo, cultura, criança com a qual trabalhamos. A saudade do grupo e de cada participante sempre fica, mas já acompanho fotos e devolutivas via internet, com as possibilidades que este campo nos favorece, e a certeza de que realmente é só um começo de ótimas reflexões. E, nós, esperamos vocês nas próximas programações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *